Portal OESTADONET

O prefeito de Santarém Nélio Aguiar reuniu, na tarde desta quarta-feira (17), em Brasília, com o ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil Maurício Quintella para pedir a inclusão do trecho da rodovia BR-163 de Miritituba (Itaituba) a Santarém no estudo de viabilidade para delegar a concessão desse trecho à iniciativa privada, que ficaria responsável pela administração, duplicação e pavimentação dessa rodovia federal

Nélio também solicitou que o projeto Ferrogrão seja estendido até Santarém, ao invés somente de Miritituba, como está no projeto. A ferrovia ligando Sinop, no Mato Grosso, até Miritituba, distrito de Itaituba, no Pará, terá financiamento de um fundo binacional Brasil-China, como revelou o Portal OESTADONET.

A rodovia Santarém/Cuiabá é o principal elo entre o estado do Mato Grosso, onde há a maior produção de grãos do Brasil, e os portos do Norte, principalmente Santarém e Miritituba, distrito de Itaituba. No início do ano, quando há o período de chuvas, a rodovia fica praticamente intrafegável, o que prejudica o transporte de grãos e traz prejuízos econômicos para a região.

Esta foi a segunda vez que o prefeito Nélio Aguiar reuniu com o ministro para discutir sobre a BR-163. Em março, o prefeito de Santarém pediu o avanço na pavimentação e a conclusão tanto da BR-163 quanto da BR-230 (Transamazônica). Na ocasião, o prefeito solicitou também celeridade ao processo licitatório de concessão da BR-163, no trecho Sinop (MT) até Miritituba (PA) e ao estudo de viabilidade econômica para inclusão do trecho: distrito de Campo Belo, Itaituba (PA) até Santarém (PA). Tais medidas reduzem o custo de escoamento da produção e os produtos são mais competitivos no mercado interno e externo e ocorre o aproveitamento dos portos, pois desafoga o porto de Santos (SP) e Paranaguá (PR).

Quanto ao projeto Ferrogrão, que consiste num corredor ferroviário para o transporte de grãos da região centro-oeste para o estado do Pará, ainda está em fase de estudos e vai até Miritituba. A licitação do projeto está prevista para o 2º semestre deste ano.


“Precisamos recolocar Santarém no cenário nacional e internacional de investimentos em estrutura logística e verticalização da economia, agregando valor, gerando emprego e renda e aumento da receita própria do município”, declarou Nélio Aguiar.




Comente no Site (Clique Aqui)


Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Comente no Facebook (Clique Aqui)


Última modificação em Quinta, 18 Maio 2017 09:29