Da Redação de OEstadoNet
Santarém/Pará

A Superintendência Regional do Baixo e Médio Amazonas, com o apoio do Ministério Público, deflagrou operação denominada “Operação Perfuga” que no latim significa “o desertor”.

O vereador Reginaldo Campos foi preso agora de Manhã. Outro mandado de prisão é contra enfermeira Sarah Campinas.

  ATUALIZAÇÃO: Além de Reginaldo e enfermeira, advogados também são presos em Santarém.

A operação foi batizada com este nome porque os são investigados funcionários públicos que fraudavam a ordem de atendimento do SUS e também recebiam vencimentos sem trabalhar.

A Polícia Civil e Ministério Público estão cumprindo 2 mandados de prisão preventiva, 6 mandados de prisão temporária, 5 conduções coercitivas e 25 mandados de busca e apreensão.

Entre os locais de buscas estão a sede da Câmara Municipal de Santarém e a sede da SESPA em Santarém, e ainda em uma sala do hospital regional, onde funciona o setor de regulação da SESPA.




Comente no Site (Clique Aqui)


Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Comente no Facebook (Clique Aqui)


Última modificação em Segunda, 07 Agosto 2017 13:57