Portal OESTADONET

O presidente da Câmara de Santarém, vereador Antônio Rocha(PMDB) lamentou nesta manhã a prisão do vereador Reginaldo Campos(PSC) acusado de crime de corrupção, peculato e obstrução de justiça, durante operação Perfuga, mas adiantou que vai prestar todas as informações que estão sendo requisitadas pelo Ministério Público Estadual e Polícia Civil do Pará.

LEIA TAMBÉM:

VEREADOR REGINALDO CAMPOS É PRESO EM SANTARÉM

ALÉM DE REGINALDO E ENFERMEIRA, ADVOGADOS TAMBÉM SÃO PRESOS

“Quando tomei posse eu falei que a política tem que ser dentro da lei. Não adiante a gente trabalhar corretamente, enquanto outros não agirem dentro da lei. Quem deve tem que pagar. Se o vereador foi preso alguma coisa ele fez de errado na gestão passada. O que tiver de errado nós vamos informar, não vou acobertar. O que estiver errado eu vou informar”, afirmou Antônio Rocha.

Logo que a operação começou, o presidente da Câmara de Santarém conversou com o repórter Bena Santana, da 94 FM, sobre a prisão de Reginaldo, ressaltando que foi a gestão passada da mesa diretora que é responsável pelas denúncias de corrupção que estão sendo investigada.

“ A gente não gostaria desse tipo de situação, fica chato a gente ver um colega preso por desvio de recursos, porque isso não faz bem para os vereadores e para a vida pública. A alguns vereadores eu disse que aquilo que não está na lei, nós não vamos fazer. Temos que respeitar o dinheiro público, que é da população”, concluiu.




Comente no Site (Clique Aqui)


Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Comente no Facebook (Clique Aqui)


Última modificação em Segunda, 07 Agosto 2017 11:36