Portal OESTADONET
Os tradicionais festejos do Círio de Nazaré, um dos maiores eventos religiosos do mundo, que ocorre neste mês, atrairão para Belém o presidente Michel Temer e dois potenciais candidatos à sua sucessão em 2018: o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ) e o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB). Temer e Bolsonaro vão disputar a atenção dos fiéis de Nossa Senhora de Nazaré nesta quinta-feira (5/10).   O presidente desembarca na capital paraense por volta das 10h30 desta quinta-feira, 5, para participar de uma cerimônia na qual será "testemunha" de uma assinatura de um protocolo de intenções O acordo será firmado pelos ministros Dyogo Oliveira (Planejamento) e Raul Jungmann (Defesa) com o arcebispo metropolitano de Belém, d. Alberto Taveira Corrêa, para destinar à arquidiocese uma área de 10,8 mil metros quadrados, no bairro de Nazaré.   No terreno será construído o Centro Social e Cultural de Nazaré. Atualmente a área é ocupada pelo Comando do Exército que devolverá o imóvel à Secretaria do Patrimônio da União (SPU) em até 30 dias. A Arquidiocese de Belém deverá apresentar um projeto para uso da área, que será analisado pela SPU em um prazo de até 3 meses. A cerimônia terá ainda a presença da advogada-geral da União, Grace Mendonça, e do ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, que é do Pará.

Palanque

Poucas horas depois de Temer, às 14 horas, Bolsonaro chegará a Belém. Grupos de direita, como o Endireita Pará, espalharam cartazes pela cidade e convocaram ativistas pelas redes sociais para receber o deputado federal no aeroporto.    A ideia é aproveitar a mobilização em torno do Círio, que atrai milhares de pessoas à cidade, para promover um desfile com Bolsonaro em um carro de som até um auditório, onde ele vai discursar para uma plateia de 1,5 mil pessoas. Os ingressos já estão esgotados.   O prefeito João Doria será o único "presidenciável" que vai acompanhar no sábado as quatro procissões de Nossa Senhora de Nazaré - fluvial, de moto, de carro e a pé. Sua anfitriã será a cantora Fafá de Belém, que é uma espécie de madrinha das festividades. O prefeito terá ainda uma extensa agenda típica de candidato: receberá o título de cidadão belenense, concederá entrevista em rádios locais e se encontrará com políticos locais As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



Comente no Site (Clique Aqui)


Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Comente no Facebook (Clique Aqui)