Miguel Oliveira, editor

O governador Simão Jatene confirmou ao Portal OESTADONET que o deputado estadual Márcio Miranda(DEM) será o candidato dos tucanos à sucessão dele no governo do estado nas eleições de 2108. Afirmou ainda que, caso necessário, cumprirá integralmente o mandato, desistindo de uma provável candidatura ao Senado.

A revelação foi feita por Jatene em conversa com o jornalista Miguel Oliveira, logo após o encerramento da solenidade de assinatura da ordem de serviço para construção de terminais hidroviários na região, na noite de sexta-feira(24), no auditório da Associação Comercial e Empresarial de Santarém.

Na rápida entrevista, exclusiva, perguntado se o vice-governador Zequinha Marinho poderia assumir o governo em definitivo, Jatene foi taxativo: "Essa possibilidade não existe. Ou saímos os dois ou eu fico no governo até o final', descartando um hipotético acordo para que Marinho comande a campanha de Márcio Miranda ao governo e a dele ao Senado.

O editor perguntou a Jatene:

_ Governador, o senhor é candidato?
Ainda não está definido.
- Quem é o candidato ao governo?
O Márcio Miranda, tá definido!
_ O Zequinha assume o governo?
Não. Essa possibilidade não existe. Ou saímos os dois ou eu fico até o final do mandato.
_Mas aí o senhor não é candidato e nem permite que sua filha Izabela seja?
Eu tenho que resolver primeiro essa situação das outras candidaturas para depois pensar no que eu vou fazer. Se precisar, eu fico no governo.

Durante discurso na solenidade, Jatene alfinetou por diversas vezes seus adversários políticos, chegando a elevar o tom das críticas ao se referir à corrupção.' Eu tenho 50 anos de vida pública, não consegui comprar televisão, fazenda, avião. Me expliquem como isso é possível de se conseguir na política?".

Jatene continuou: " Na campanha me acusavam de gostar de pescar, esse era o defeito que encontraram em mim. Mas é um defeito muito menor ao defeitos deles, que é de se apropriar da coisa pública".

Sem citar nomes, o governador criticou politicos que fazem campanha antecipada, prometendo ou usando o discurso que estão entregando obras para a população. " A obra é do povo, ninguém entrega nada", alfinetou.




Comente no Site (Clique Aqui)


Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Comente no Facebook (Clique Aqui)


Última modificação em Domingo, 26 Novembro 2017 09:05