Portal OESTADONET

Atualização às 12h30

Exames de DNA para identificação de corpos de tripulantes mortos no naufrágio do empurrador da Bertolini, no rio Amazonas, devem demorar até 30 dias. Por causa disso a polícia civil pediu mais prazo para concluir o inquérito sobre as responsabilidades do naufrágio da embarcação.
A perícia do Instituto Médico Legal prevê que a maioria dos corpos em adiantado estado de decomposição será identificada por exames de DNA, o que pode levar até 30 dias para sua conclusão.

A coleta de material genético de pais, filhos e irmãos dos tripulantes já começaram a ser coletados para confrontar com os dados genéticos das vítimas do naufrágio.

Alguns corpos podem ser identificados pelo exame da arcada dentária ou complementados por objetos pessoais que usavam na hora do naufrágio.

O delegado Dilermando Reis, da Polícia Civil, pediu a justiça da Comarca de Óbidos prorrogação do inquérito policial. O delegado que apura o caso pretende esperar a identificação dos corpos e a perícia técnica no empurrador para concluir o inquérito.
Já foram ouvidas os dois sobreviventes como testemunhas. O prático e o imediato do navio Mercosul Santos, que colidiu com o empurrador já foram indiciados.

Todos os nove corpos encontrados no interior da embarcação foram transportados quarta-feira-feira à noite para o IML de Santarém.




Comente no Site (Clique Aqui)


Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Comente no Facebook (Clique Aqui)


Última modificação em Quinta, 07 Dezembro 2017 13:52