Anselmo Colares

No artigo anterior, demonstrei que em uma campanha a possibilidade de aprendizado é muito grande. Mas como todo aprendizado, pode ser de natureza diversa. Somos nós que fazemos as escolhas. Eu escolhi aprender a ouvir o que não seria dito em outro contexto, e a aprender a reagir em situações adversas, mantendo a calma e perdoando, porque os ânimos se exaltam quando defendemos uma causa, mesmo que ela seja inadequada na interpretação do lado oponente. 

Este período encerrou. Agora começa nova etapa. Outras aprendizagens estão por vir. Mas as lições permanecem. A maior delas, sem dúvida, foi a de que as pessoas reagem afirmativamente quando acreditam em uma mudança na qual se vejam como partícipes, e que ainda há muitos que são capazes de abrir mão de ganhos pessoais por uma causa coletiva. Justamente por conta desta última constatação, aproveito para agradecer a todos que se empenharam na campanha, tanto de uma chapa quanto da outra, apenas por acreditarem no que estavam defendendo. Entendo que somente estes são merecedores do reconhecimento social.

Aqueles que se integram no processo apenas em busca de recompensas pessoais que se materializam em cargos, são capazes de estar em qualquer lado, independente das concepções serem completamente opostas. Pessoas que apresentam este tipo de postura, tenho dúvidas se ainda podem ser modificadas, apesar de acreditar muito na capacidade de ensinar e de aprender. Isto porque depende fundamentalmente delas próprias desejarem sair do individualismo em prol do coletivo.




Comente no Site (Clique Aqui)


Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Comente no Facebook (Clique Aqui)



NOTÍCIAS RELACIONADAS

  • Leia Mais Notícias de Anselmo Colares