Edson Matoso

A derrota da Ponte Preta para o argentino Lanuz por 2 x 0, na decisão da Sul Americana, garantiu o Botafogo RJ na Libertadores da América de 2014. Os botafoguenses ficaram em quarto lugar na Série A do brasileiro e assim garantem a presença de um representante do, em outros tempos imbatíveis, eixo Rio-São Paulo. Lembro que na cabeça ficaram os mineiros do Cruzeiro, os gaúchos do Grêmio e os paranaenses do Atlético.

É o mapa do futebol brasileiro se alterando cada vez mais (ano que vem a Série A terá três de Santa Catarina: Criciúma, Chapecoense e Figueirense, perdendo em número de competidores apenas para São Paulo com Corinthians, Santos, São Paulo e Palmeiras além da Portuguesa agora ameaçada de perder pontos o que abriria vaga para o carioca Fluminense. A Série B também terá três catarinenses). E assim, depende apenas de questões do tapetão por causa da selvageria entre uns que se apresentaram como torcedores do Furacão e do Vasco e o caso de um jogador irregular da lusa, poderíamos concluir a temporada 2013 nos gramados brasileiros. Contudo sabemos que para o Atlético MG, já em Marrocos, cabe a responsabilidade de fechar internacionalmente o ano com seu inédito título mundial de clubes.

No Pará a eliminação do Águia, que está ao lado do Paysandu na Série C do brasileiro, causou frisson. A não subida do São Raimundo de Santarém também provocou lamentações só não sendo pior para a região do Tapajós graças ao São Francisco, ainda festejando seus 84 anos de fundação. A não classificação do primeiro campeão brasileiro da Série D em 2009 acende uma luz vermelha e um grupo forte de alve negros já trata do projeto 2015.

O caso do Águia, que seria o segundo representante de Marabá e o terceiro da região sudeste paraense ao lado de Gavião e Independente-Tucuruí, é o mais badalado na mídia esportiva metropolitana. Até antes das eleições da FPF havia uma expectativa do Santa Cruz de Cuiarana (clube criado pelo Senador Mário Couto) pedir licença da competição abrindo assim uma terceira vaga. Pela pontuação Águia de Ferreirinha&Galvão seria contemplado, não foi. Recordo até de um antigo sucesso popular “...querias, querias, querias mas não te dou...”. Entrou em cena o ex-presidente do Paysandu Luis Omar Pinheiro, candidato derrotado nas eleições da federação, que fez uma proposta para arrendar o Santa Cruz e conseguiu.

Corre a boca pequena que Galvão&Ferreirinha além de democraticamente fazerem campanha  vibraram muito com a vitória do Cel. Nunes para mais quatro anos a frente da casa do futebol do Pará e Luis Omar não perderia nunca a chance, afirmam anônimos que circulam pelos bastidores do futebol e a crônica da capital sempre relata, de se vingar dos que foram contra ele, até mesmo dos atuais dirigentes do Paysandu, clube que fez voltar à segunda divisão brasileira, mas logo rebaixado ao comando do presidente Vandick que teria incentivado uma terceira  chapa à FPF, também de dentro do Paysandu, para não votar nele, Luis Omar. Se for verdade ou não a tal vingança, como afirmar? O fato é que os outros aspectos ninguém desmente. Posto isso Luis Omar Pinheiro é um homem de recursos e de sucesso nos negócios e, para alguns que o cercam, se bancou muitas vezes as contas do gigante Papão “por que não bancaria do Tigre de Salinas?” e sem as pressões naturais da imprensa e de torcida, acrescento.

É um atrativo a mais no Parazão 2014 que poderá iniciar a reabilitação do crédito do ex ídolo e artilheiro bicolor Vandick, apresentar ao Clube do Remo resultados concretos dos atuais e audaciosos investimentos comandados pelo presidente Zeca Pirão, que transforma em dinâmica uma máquina ( “Gol da Máquina”, assim gritava o narrador e médico Jorge Dias nos anos de 1970 pela Rádio Marajoara) que parecia estar “no prego”.

A isso tudo somo o fato da competição do próximo ano contar apenas com duas equipes de Belém e, com a eliminação do Águia marabaense, aumentar para seis (Gavião, Cametá, Independente, São Francisco, Paragominas e Santa Cruz) o número de adversários que o Leão de Antonio Baena terá de superar para chegar as disputas da, infernal para muitos, cobiçada Série D e imediata classificação à C. Aliás o Remo tem um amistoso neste domingo no Mangueirão contra o Londrina PR. Na ocasião será exibido o badalado Camisa 33 cujo nome está sendo guardado em absoluto segredo. Até a próxima




Comente no Site (Clique Aqui)


Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Comente no Facebook (Clique Aqui)



NOTÍCIAS RELACIONADAS

  • Leia Mais Notícias de Edson Matoso