Edson Matoso

O São Francisco, de Santarém, joga neste sábado(22h no estádio Navegantão, contra o Independente de Tucuruí, na conclusão da terceira rodada do returno do Parazão 2014. É bom lembrar, contudo, que a segunda rodada ainda não foi concluída o que acontecerá dia dois de abril com Remo x Independente. Alguns números, porém, mostram tendências bem diferentes do primeiro turno conquistado pelos remistas.

 O São Francisco, por exemplo, que no primeiro turno empatou os quatro jogos iniciais agora ocupa a vice liderança somando seis pontos em dois jogos ( 2 x 0 no Santa Cruz e 3 x 1 no Gavião). O Independente, primeiro campeão paraense fora da região metropolitana de Belém, que nas primeiras cinco rodadas do turno empatou quatro e perdeu uma e alcançou a primeira vitória apenas na sexta rodada, 2 x 1 no Paysandu, arrancou também no returno com três pontos na vitória de 2 x 1 sobre o Paragominas,  vice campeão paraense de 2013 e atual lanterna do returno. Observe, portanto que os contendores deste sábado são os únicos com 100% de aproveitamento. Muito interessante! Mas ainda tem uma boa trilha até a definição do G4 que apontará o outro finalista do Parazão 2014. Além do mais os olhares dos maiores investidores do futebol paraense estão voltados para o REPA da I Copa Verde.

Domingo, às 19h30min, Mangueirão, Remo x Paysandu decidem quem  vai decidir com o representante de Brasília a I Copa Verde, evento criado pela CBF com a participação ousada do canal fechado de TV Esportivo Interativo. A continental Amazônia sempre foi motivo de discursos fantásticos, mirabolantes, ufanistas, que provocam emoções exageradas para certos seguimentos do planeta, contudo seu povo vive a mercê de pequenas esmolas estatais. Tudo muito distante das reais necessidades e merecimentos amazônicos apesar d gigantesco almoxarifado que é em tudo que se possa pensar de matéria prima para mover o mundo.

 Mas chegou com o futebol a possibilidade de conquistar novos olhares para a região? “A Copa Verde foi feita para Remo e Paysandu”, há quem creia firmemente! “Com certeza, afinal temos a maior torcida do Norte e uma das mais fanáticas do Brasil”, disso ninguém duvida! “Mesmo assim perdemos para Manaus e Cuiabá a condição de sub sede da Copa”. Disso ninguém esquece! Não seria a Copa Verde um afago para arrefecer o remorso de quem manda e desmanda no futebol brasileiro? O campeão tem vaga na Sul Americana, uma espécie de segundona do continente, mas hoje alvo de cobiça pelos grandes de todos os países sul americanos.

Leão x Papão devem lotar o Mangueirão domingo. O Paysandu venceu o primeiro jogo por 1 x 0 e precisa só empatar. “A melhor defesa é o ataque. Nós vamos pra ganhar”, é voz única na Curuzu. Nos meios remistas a esperança é grande de fazer dois gols de diferença. O técnico interino, Agnaldo de Jesus, entende que tem time para isso.  Azulinos e bicolores vivem reclamando da arbitragem local, com razão em vários casos, todavia quando impõem suas condições de jogo superam tanto que chegaram a final do turno e continuam como favoritos. A desconfiança nos árbitros daqui e a facilidade com que andam ganhando dinheiro de rendas, patrocinadores, colaboradores e dos sócios da Nação Azul e Fiel Bicolor levam seus cartolas a não terem pena de gastarem valores em torno de R$ 20 mil em cada vinda dos árbitros da FIFA. Domingo tem outro trio FIFA.

Emoção não vai faltar. Com a vantagem do empate o Papão de Mazolla Jr entra acreditando no conjunto do grupo com base regional destacando Djalma e Yago Picachu, a experiência de Everton e os gols de Lima. O Leão, de Agnaldo e Pirão, ainda deposita confiança nas feras Eduardo Ramos, Athos, Potyguar, Zé Soares e Leandrão contratados para trazer de volta ao Baenão o brasileiro das séries D e C. Vou ficar de olho comentando pela Cultura FM 93,7.

Até a próxima!

 




Comente no Site (Clique Aqui)


Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Comente no Facebook (Clique Aqui)



NOTÍCIAS RELACIONADAS

  • Leia Mais Notícias de Edson Matoso