Rosélio da Costa Silva

Era fim de tarde, andava olhando  pessoas na orla em busca de uma prosa.

Diferentemente de mim, as pessoas buscavam a paisagem do por do sol que agonizava no horizonte por trás dos barcos ancorados no cais.

Olhando para a cidade, num primeiro planoum grupo grande de bem-te-vis desafiava a gravidade num voointeressante descrevendo o desenho das copas das mangueiras jovens da praça. Parecia uma disputa pelo melhor lugar para passar a noite que descia lentamente sobre a cidade quente ouquem sabe, uma brincadeira última do dia.

Para aquele homem que caminhava na solidão dos forasteiros, prestes a voar para longe, aquele bater de asas eram acenos de despedida, como deferência àqueles que andam por aí, anônimos, a remoer saudades antigase construir saudades novas.

Esses bem-te-vis  tiveram também seus ímpetos de sair por aí voando ...e voaram.  Os homens também ensaiam seus voos, como aves novas, sem penas, asas frágeis, até que decolam, por fim. São voos de ida ou são aqueles de idas e vindas intermináveis. Lembro-me de um menino humilde e que também, lá atrás, tentava voar, visitar outras copas, como os bem-te-vis... Isso aconteceu.  Ali parado, no entanto, em frente ao ninho de suas origens, viu-se como um pássaro sem asas e, pior, sem bando, feito bicho triste, isolado...

A dor da saudade é suportável. A gente sempre encontra formas de domá-la, driblá-la, até esquecê-la.  A dorda presença é diferente.  É quando a realidade não se comunica mais com a gente, uma indiferençapersistente indisfarçável, desconcertante fracasso das tentativas de exumação dos velhos tempos. É viver semfontes, referências.

Não é a primeira vez que esse fantasma aparece diante de mim.  Mas é a primeira vez que consegui encará-lo e identificá-lo: é a dor da presença.


Rosélio da Costa Silva

Jornalista e Técnico em Comércio Internacional radicado em São Paulo, autor de Mosaicos do Andarilho. 




Comente no Site (Clique Aqui)


Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Comente no Facebook (Clique Aqui)



NOTÍCIAS RELACIONADAS

  • Leia Mais Notícias de Rosélio da Costa Silva