Rosélio da Costa Silva

O taxi convencional está pegando no pé do Uber, um serviço diferenciado de taxi que já existe em várias cidades do mundo.

Não é novidade esse tipo de conflito. Todo tipo de atividade já passou por isso ou ainda passará. É a inexorável teoria darwiniana que trata da sobrevivência dos mais aptos, dos mais competentes ou mais espertos.

O jornal passou por isso com o advento do rádio; depois o jornal e o rádio com a chegada da televisão e, creio, hoje todo mundo está se adaptando à força da internet.  A chave  para continuarem vivos é a adapção – quanto mais rápido melhor - ainda que se acotovelem por aí nas vielas da harmonia competitiva do mercado.

grande negócio pertence ao clube dos poucos, conduzido por megacorporações de forma global.

Os pequenos e médios negócios não escaparam: empresários olharam cada pequeno negócio e transformaram em negócio por atacado. Veja o que aconteceu, por exemplo, com as máquinas de cortar cabelo. Isso mesmo: máquina de cortar cabelo,antigamente usada apenas por barbeiros, hoje  produto  ao alcance de todos nas bancas da esquina, tudo chinês, e  faz, de cada um, um barbeiro ou cabeleireiro. Azar dos barbeiros e salões que tem que conviver com a concorrência ... Quem diria que uma simples máquina de cortar cabelo seria reinventada pelo marketing moderno capaz de produzir tamanho dano aos tradicionais salões, barbearias?

E os robôs que vêm tomando emprego de gente na indústria?  Melhor nem falar.   pavor generalizado nas ruas como se um exército de robôs tivesse baixado do além para desempregar humanos aqui na terra. Essa é a sensação.  A mesma, aliás, gerada no início da automação. Poucos se dão conta de que máquinas automáticas e robôs, sim, tomam emprego de pessoasmas requerem pessoas para fabricá-los, transportá-los, vendê-los, como a comunicar que precisamos evoluir, estudar mais, aprender mais, convivendo, afinal, com área de conforto cada vez menor.

A indústria de calçados se transformou com a chegada  do tênis e sapatenis, que combina com calça jeans e T-shit.  Essamoda sem data de validade  é autêntico prêt-à-porter que o século XX deixou como herança ao século XXI, hoje essa moda se harmoniza com tudo. Foi um escândalo  o artista famoso nos anos 80 se apresentar no teatro ícone com um costume cinza, monocromático, baita tênis igualmente cinza e chapéu Panamá. Uma heresia aos padrões da moda tradicional. Hoje, normal.

A internet subverteu a ordem. Abriu uma nova forma de como as pessoas passaram a ver o mundo  dentro dele se comunicar.

Nada disso não teria sido possível sem o telefone celular.  Ele trouxe todas as bibliotecas e arquivos do mundo para a palma das mãos e, sobretudo, agrega num único e minúsculo aparelho, calendário, agenda, fotos, máquina fotográfica, seu histórico de saúde, jogos, lanterna, bússula, calculadora, acesso a bancos, jornais e revistas de qualquer lugar do mundo, GPS, edição de planilhas e textos, várias formas de se comunicar, ao vivo e em cores, sem pagar um centavo às operadoras de telefone, oferecendo serviço cômodo e de segurança aceitável.  Veja quanto negócio foi afetado, de uma só vez, com o que foi disponibilizado de graça no celular!

O direito de espernear  o tal jus sperniandi - é justo e próprio, ainda que a expressão fajuta não encontre amparo no latim. Mas o curso da história é implacável. urbi et orbi” é a bênção papal “para a cidade (de Roma) e ao mundo”. Já o “uber” etorbi é o genérico da bênção que o marketing dos novos tempos anuncia a ideia de que qualquer “uber pode ser aplicado a qualquer cidade e ao mundo.  Hoje tudo sai de algum lugar para o mundo, não necessariamente de Roma.

- Pode isso, Arnaldo? Perguntarás.

Não pode mas é assim que as coisas funcionam nos dias que correm.  E como correm...


Rosélio da Costa Silva

Jornalista e Técnico em Comércio Internacional radicado em São Paulo, autor de Mosaicos do Andarilho. 




Comente no Site (Clique Aqui)


Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Comente no Facebook (Clique Aqui)



NOTÍCIAS RELACIONADAS

  • Leia Mais Notícias de Rosélio da Costa Silva