Decreto que regulamenta lei da terceirização na gestão do HMS e UPA será editado até segunda-feira
O prefeito Nélio Aguiar informou nesta manhã que até segunda-feira(24) será editado o decreto de regulamentação da lei de gestão terceirizada da saúde no município de Santarém, aprovada pela Câmara de Vereadores. O decreto vai estabelecer as normas do processo de habilitação das Organizações Sociais(OS) que pretendem participar da licitação lançada para definir a organização que vai administrar o Hospital Municipal e a UPA 24 horas, inicialmente. Segundo o prefeito, dentro de um prazo de 60 a 90 dias o processo de escolha da OS que fará a gestão das saúde estará concluído para a assinatura do contrato. Nélio Aguiar participou, nesta quinta-feira, de uma discussão sobre o modelo de gestão terceirizada que será implantado no município, com representantes de diversos segmentos organizados da sociedade, eventos realizado no auditório do CIAM. O prefeito de Santarém voltou a defender o modelo de gestão de hospitais através de OS e classificou de viés ideológicos e partidários a base para a reação contrária à proposta por grupos de profissionais de saúde e alguns segmentos sindicais. " A discussão é técnica e será assim até o final. Hoje temos uma gestão própria que não responde às necessidades da população que procura o Hospital Municipal. Por isso estamos discutindo um novo modelo que já funciona no país há mais de 19 anos, que são as organizações sociais", afirmou Nélio Aguiar. Além dessa discussão de gestão, que visa melhorar atendimento no Hospital Municipal, o prefeito observou que o município fez gestão junto à Sespa para reduzir o fluxo de pacientes de outros municípios para Santarém. " A Sespa vai aumentar a oferta de hemodialise de 34 para 100 máquinas no Hospital Regional do Baixo-Amazonas, os hospitais de Belterra e Mojui dos Campos estão sendo melhorados, e o hospital de Alenquer vai passar para a administração estadual. O funcionamento efetivo desses hospitais da região vai reduzir o número de pacientes que viriam para Santarém, desafogando o atendimento no Hospital Municipal de Santarém", finalizou Nélio Aguiar.  
Terreno desapropriado pela prefeitura para ampliação do cemitério do Mararu é invadido

O terreno de mais de 35 mil metros quadrados, desapropriado pela ex-prefeita Maria do Carmo, em 2008, para a ampliação do cemitério do bairro do Mararu, em Santarém, no Oeste do Pará, está sendo ocupado por particulares desde a semana passada para a construção de um conjunto residencial, sem que a Secretaria Municipal de Infraestrutrura (Seminfra) tome providências para que a posse do imóvel seja revertida ao município.

O terreno está localizado entre a travessa São Sebastião e Rua Três Poderes e foi registrado no cartório do Primeiro Ofício, com escritura pública lavrada em 28 de agosto de 2008, expropriado de Maria Pereira da Costa. Esta semana, máquinas já faziam a terraplenagem do terreno e um barracão improvisado foi instalado no local para o início das obras.

Em nota enviada à reportagem do Portal OESTADONET, a Seminfra informou que uma equipe de fiscalização da secretaria e de técnicos da Coordenadoria de Habitação e Desenvolvimento Urbano (CHDU), irão até o local, ainda esta semana, para verificar sobre o caso de apropriação do terreno.

Médico acusado de crime sexual em Santarém pode ser submetido a exame de sanidade mental

Familiares de Álvaro Cardoso Magalhães, suspeito de praticar estupro de vulnerável e pedofilia, que se encontra preso no 3o. Batalhão da PM, estudam a possibilidade acionar a justiça para conseguir autorização para a contratação de peritos para submeter o médico a uma bateria de exames de verificação de sua sanidade mental e o grau de periculosidade.

O artigo 182 do Código de Processo Penal determina que o juiz tem liberdade para aceitar ou rejeitar o laudo pericial no todo ou em parte. O inquérito policial, presidido pela delegada da criança e do adolescente, Adrienne Pessoa, já se encontra sob análise do Ministério Público desde a semana passada.

Procurado pela reportagem do Portal OESTADONET o advogado José Ronaldo Campos não quis comentar a estratégia de defesa do médico Álvaro Magalhães de pleitear, em juízo, uma medida de segurança que substitui a pena quando se constata a impossibilidade do agente responder por sua conduta criminosa.

Se o laudo apontar que o médico sofre de transtornos mentais, ele poderá ser internado em hospital de custódia para tratamento psiquiátrico.

O Portal OESTADONET apurou que o médico vem apresentando problemas de saúde e teve que ser atendido no interior da cela onde se encontra peso.

As duas mulheres presas acusadas, junto com Álvaro, de estupro de vulnerável e pedofilia, também continuam recolhidas em outra cela do 3º. BPM. Odete Friss , mãe de uma bebê de 3 meses, tem recebido a filha para amamentação. A menina é levada até o quartel pelo marido da acusada.

Saiba como é feita uma perícia de sanidade mental:

1) Identificação do examinado: Deve-se fazer uma identificação completa, estabelecendo os dados físicos do acusado, seus documentos de identificação, a data de seu nascimento, sua filiação e tudo quanto for possível a fim de individualizá – lo.

2)  Condições do exame: devem ser relatadas todas as condições em que se encontrava o examinado, o espaço físico em que foi realizada a perícia, a maneira adotada para proceder ao exame, porém de maneira breve e sucinta.

3) Histórico: é necessário detalhar a razão pela qual esta se procedendo ao laudo e fazer referência aos antecedentes neuropsiquiátricos, os momentos de crise mental, como (ou se) o examinado já foi submetido a tratamento psiquiátrico e como reagiu ao mesmo, bem como fazer referência ao seu padrão de comportamento, social, profissional e familiar.

4) Exame clínico: é a inspeção, onde o médico se utiliza de sua visão, seus sentidos e seu conhecimento para avaliar o doente mental, são feitos exames neurológicos e psicopatológicos que devem ser relatados de forma clara.

5)  Exames complementares: Se houver exames complementares, tais como: exames funcionais cerebrais, exames baseados em imagem e testes aplicados pelo perito eles deverão ser descritos de forma que não seja técnica

6)  Diagnóstico: Aqui o perito deve expor as conclusões que ele obteve com exame pericial de maneira objetiva, sem fazer nenhum juízo de valor. Este diagnóstico não precisa ser único, podendo relatar todas as patologias mentais observadas no examinado. O perito deve formular o diagnóstico com base na classificação estabelecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS), conhecida por CID 10.

7)  Comentários e conclusões: O perito vai destacar sua opinião técnica como forma de orientar a aplicação da justiça. Ele pode oferecer sugestões e fazer observações para melhor elucidar a autoridade judicial.

8)  Resposta aos quesitos: deve ser dada resposta aos quesitos oferecidos pela promotoria de justiça. Existem alguns quesitos que são obrigatórios e outros que são determinados para o caso concreto. A autoridade judicial também pode formular os quesitos que julgar pertinentes.Fonte: http://virtualpsy.locaweb.com.br/index.php?art=170&sec=78 

Recepcionista de hotel em Belém consegue licença do trabalho para assistir à série de tv americana
Sábado, 15 Julho 2017 10:30

Recepcionista de hotel em Belém consegue licença do trabalho para assistir à série de tv americana

Escrito por Portal OESTADONET, com Estadão Conteúdo

Quem acompanha uma série de perto sabe a dor que é perder o início de uma nova fase. Ansiosa pela tão aguardada sétima temporada de Game of Thrones, a recepcionista Andrezza Malcher, de 25 anos, entregou uma carta à gerência do hotel Hangar, onde trabalha, em Belém, no Pará, pedindo para ser liberada nos dias e horários em que os episódios serão transmitidos a partir do próximo domingo, 16.

Andrezza publicou em seu perfil no Facebook a solicitação que fez, na qual explica a importância da série que ela acompanha há sete anos. Mas ela também pensou na empresa e afirmou que, embora a ausência dela afete negativamente a companhia, estar trabalhando nos horários dos episódios comprometeria a produtividade dela.

Justa com a causa, a jovem se colocou à disposição do hotel para compensar as horas ausentes ou adaptar a escala de trabalho pré-determinada desde o início do mês. Em entrevista ao E+, ela diz que, quando recebeu a escala, ficou "desesperada" ao ver que os horários que entraria ou sairia do trabalho coincidiam com os da série.

Andrezza conta que a gerente recebeu a carta com certo nervosismo, achando que era algo sério, mas começou a rir ao ler o papel. "Ela falou que não podia dar uma resposta porque tinha que levar para a diretoria, mas ficou no ar, com tom de brincadeira", afirma.

A carta foi publicada pela recepcionista em um grupo de hotelaria no Facebook e se espalhou pela rede ao ponto de a própria gerente compartilhar o post. Com a repercussão, o caso chegou aos diretores, que tiveram de se reunir para dar uma resposta para ela.

"Mas até essa resposta chegar, eu fiquei muito nervosa", conta Andrezza. "Algumas pessoas na internet achavam a ideia criativa, mas outras falavam 'ah, essa vai ser demitida e vai assistir a todos os episódios no conforto da casa dela', e eu pensei 'meu Deus, o que foi que eu fiz?'", ela conta entre risos.

Nova temporada de Game of Thrones Nova temporada de Game of Thrones

Resposta. Dois dias depois, a gerente chegou à recepção e entregou um envelope timbrado com o logo da empresa. Andrezza publicou a resposta de Amanda Jarces no Facebook, que a parabenizou pela criatividade do pedido e afirmou que outros funcionários e hóspedes também acompanham a série.

"Estaremos disponibilizando os canais HBO durante toda a temporada nos televisores do hotel. Na recepção, seu posto de trabalho, nos dias e horários em que serão exibidos os episódios da série, será transmitido o episódio, acompanhado de pipoca, que é por nossa conta. Nossa intenção é transformar esses encontros a cada domingo em momentos memoráveis para todos", escreveu Amanda, como resposta ao pedido.

 

Dependência de álcool e crack é maioria dos casos de pessoas atendidas pelo CAPS AD de Santarém
Sexta, 14 Julho 2017 10:22

Dependência de álcool e crack é maioria dos casos de pessoas atendidas pelo CAPS AD de Santarém

Escrito por Portal OESTADONET, com informações de Jéssica Santos

Cerca de 90 por cento das pessoas atendidas pelo Centro de Atenção Psicossocial Álcool e outras Drogas- CAPS AD III 24h, em Santarém, no oeste do Pará, no primeiro semestre deste ano, são usuários de álcool e crack, de acordo com levantamento feito a pedido do Portal OESTADONET..

De 273 pacientes novos acolhidos de janeiro e junho, 186 usuários consomem múltiplas drogas ( álcool e crack), 55 fazem uso somente de álcool e 2 de crack, totalizando 243 pessoas atendidas. Dependência a tabaco(17), cocaína(4) e maconha(9) completam os tipos de drogas lícitas e ilícitas consumidas pelos pacientes do centro.

O CAPS AD III 24h, mantido pela Prefeitura de Santarém, tem a finalidade de atender indivíduos com dependência de álcool e outras drogas.  O tratamento é realizado por meio de atendimentos individuais de Clínica Geral, Psiquiatria, Enfermagem, Psicologia, Terapia Ocupacional e Assistência Social, atendimentos grupais aos usuários e familiares, oficinas terapêuticas, visitas domiciliares e orientações de prevenção a saúde com base na redução de danos. 

Também fora m acolhidas neste primeiro semestre - hospitalidade diurna e noturna- 131 pessoas que permaneceram, em média, de cinco dias a duas semanas, recebendo atendimento integral da equipe multidisciplinar do CAPS AD III 24H, com medicação, alimentação e todos os cuidados necessários para a desintoxicação. 

O centro recebe ainda encaminhamento da rede de assistência psicossocial (CRAS, CREAS, Tribunal de Justiça, Delegacia da Mulher, Maria do Pará, Conselho Tutelar, 5° Vara, 7° Vara, 14° Vara, além da demanda de outros municípios do Oeste do Pará. Ou seja, a comunidade em geral. 

Número de atendimentos realizados no CAPS AD III 24h:

Total de pacientes cadastrados até junho de 2017: 2.150 (usuários cadastrados em 7 anos de funcionamento do CAPS AD III 24H.)

Média de pacientes que são atendidos mensalmente no serviço: 270

Casos novos acolhidos de janeiro a junho de 2017: 273, sendo 41 do sexo feminino e 232 do sexo masculino. 

273 acolhidos (cadastrados no ano de 2017): 01 criança e 46 adolescentes (12 a 18 anos)

Tipos de drogas em uso no momento que deu início no tratamento no CAPSad III:

Álcool- 55

Tabaco- 17

Crack-02

Cocaina-04

Maconha-09

Múltiplas drogas em uso (Sendo álcool e crack predominantes) -186.

(Fonte: CAPS AD 2h)

 

Número de selos de inspeção municipal em produtos de Santarém ainda é pequeno
Quinta, 13 Julho 2017 10:23

Número de selos de inspeção municipal em produtos de Santarém ainda é pequeno

Escrito por Portal OESTADONET

Apenas sete empresas em Santarém possuem o Selo de Inspeção Municipal de Produtos de Origem Animal . Segundo a secretaria municipal de Agricultura e Produção(Semap), são frigoríficos de abate de bovideos, avícola processadora de ovos, usina de leite e unidades de beneficiamento de frutas.

Para ampliar o alcance do controle sanitário, o Serviço de Inspeção Municipal com Produtos de Origem Animal (SIM) da Semap está realizando as fiscalizações e inspeções dentro das industrias de alimentos com registro municipal para assegurar a qualidade dos produtos disponibilizados à população no comércio local.

De acordo com a coordenadora do SIM, a médica veterinária Derliany Duarte, o objetivo é promover uma atualização de conhecimento aos médicos veterinários, agentes de inspeção e técnico da Semap. “Essa é a primeira capacitação do ano de 2017 e vamos dar ênfase às questões do abate de bovídeos que ocorrem nos frigoríficos e depois iremos passar a questão dos produtos de origem animal, como os derivados do leite, as aves e as unidades de beneficiamento’.

Segundo Derlyane, “o objetivo é estar atualizando a nossa equipe, corrigindo algumas falhas e assim melhorar o serviço no que diz respeito à inspeção e manter a qualidade do produto que vem dos frigoríficos, que é beneficiado e que é comercializado e consumido pela população”.

Prefeitura de Santarém mantém suspensão de inscrição e atualização do bolsa família e NIS

Desde a semana passada, a Secretaria Municipal de Trabalho e Assistência Social (Semtras) está impossibilitada de atender a população devido às dificuldades que vem encontrando em executar e operacionalizar o sistema informatizado do Cadastro Único (CadÚnico), versão 7.15, que é disponibilizado pela Caixa Econômica Federal.

O problema se repete na maioria dos municípios da região Oeste do Pará há mais de 15 dias e não há previsão de retorno.

Sem o sistema funcionando a Semtras não está realizando operações com o Bolsa Família - inclusão, recadastro - folha resumo e NIS – número de inscrição social do FGTS-, devido a problemas na transmissão desses dados.

 A Semtras pede que a população não procure o CAS/CAEC ou as Unidades do CRAS até que esse problema do sistema da Caixa Econômica seja solucionado.

Delegada indicia Osmando Figueiredo por crime de injúria. Advogado continua preso
Segunda, 10 Julho 2017 08:55

Delegada indicia Osmando Figueiredo por crime de injúria. Advogado continua preso

Escrito por Portal OESTADONET

A delegada Adrianne de Cássia Silva Pessôa indiciou o advogado Osmando Figueiredo em crime de injúria contra Elaine de Castro, sua ex-mulher, mas ao concluir, dia 5 de julho, o inquérito policial que tramitava em segredo de justiça afirmou, em seu relatório enviado à justiça, que não ficou provado o crime de ameça porque as testemunhas aroladas pela vítima nada declararam sobre o episódio ocorrido no dia 10 de abril deste ano, quando teria ocorrido ameaça de agressão por parte do indiciado.

 

O juiz substituto Vilmar Durval Macedo, da Vara da Violência Doméstica de Santarém, decretou dia 28 de junho a prisão do advogado Osmando Figueiredo por descumprimento de medida protetiva que lhe foi imposta a pedido de sua ex-mulher, Elaine Castro. A medida foi revogada no último dia 6.

 

No dia 23 de junho, Osmando tentou esfaquear, por ciúme, Lazaro Gilson, em frente à revenda de veículos Barcelona, na avenida Mendonça Furtado, 24 horas depois de uma confusão em seu camarote, durante o show do DJ Alok. No dia 4 de julho, o juiz Alexandre Rizzi, decretou a prisão preventiva de Osmando por tentativa de homicídio.

 

O advogado continua preso em uma cela no quartel do Corpo de Bombeiros de Santarém.

 

 

SMT muda sentido de tráfego da 15 de agosto e 15 de novembro a partir do dia 12
Sexta, 07 Julho 2017 17:25

SMT muda sentido de tráfego da 15 de agosto e 15 de novembro a partir do dia 12

Escrito por Portal OESTADONET com informações da SMT

A Travessa 15 de Novembro que atualmente tem seu sentindo de trafego centro-bairro, terá o fluxo invertido, a partir de quarta-feira(12), onde o trânsito de veículos será a partir da Avenida São Sebastião, sentido bairro-centro em direção à Avenida Tapajós. Já na Travessa 15 de Agosto, o trânsito de veículos na via seguirá no sentido centro-bairro, da Avenida Tapajós a Avenida São Sebastião.

Segundo a Secretaria Municipal de Mobilidade e Trânsito(MT), por conta da mudança no sentido de trafego, a sinalização semafórica que havia sido desativada, voltará a funcionar no cruzamento da Travessa 15 de Agosto com a Avenida São Sebastião.

A colocação das sinalizações começará a partir de terça-feira (11) até a quarta-feira (12), dia em que passará a valer a mudança nas duas vias. A Divisão de Educação para Trânsito da SMT deve realizar ações, com distribuição de panfletos e orientação aos pedestres e motoristas sobre as mudanças. Os proprietários de estabelecimentos comerciais serão comunicados oficialmente e deverão se adequar às mudanças.

“Objetivando o reordenamento do trânsito nas vias da cidade e eliminando alguns pontos de conflitos, principalmente na área central de Santarém, onde um estudo técnico realizado pela equipe de engenharia da secretaria indicou a necessidade dessa mudança, visando melhorar o fluxo de veículos e pedestres que é intenso nessa área da cidade, principalmente nos horários de pico. As alterações permitirão melhor fluidez no trânsito e mais segurança para pedestres e condutores de veículos”, explicou o secretário de Mobilidade e Trânsito Paulo Jesus.

O setor técnico de engenharia da secretaria analisa tecnicamente a inversão de outras vias que deverão passar por mudanças dando seguimento ao projeto binário desenvolvido pela secretaria.

Equipe do HMS resgata jovem que desapareceu de casa no Jaderlândia
Sexta, 07 Julho 2017 15:50

Equipe do HMS resgata jovem que desapareceu de casa no Jaderlândia

Escrito por Redação
Uma equipe do Hospital Municipal de Santarém, composta pelo enfermeiro Itamar Aguiar, a psicóloga Lígia e a assistente social Mara, resgataram no início de hoje, em Santana do Tapajós, no rio Amazonas, a jovem Rita de Cássia, que havia desaparecido de casa esta semana. A equipe foi acionada por moradores de Monte Alegre que souberam do desaparecimento da jovem, que apresenta quadro de transtorno mental, pelas redes sociais.  Chegando em Santana do Tapará a equipe do HMS não encontrou Rita de Cássia. O enfermeiro Itamar se deslocou de motocicleta até a comunidade de Taquara, onde a jovem foi encontrada. Após chegada ao porto, a bordo de uma lancha, a ambulância do SAMU removeu Rita para exames no Hospital Municipal de Santarém e depois será encaminhada à família.  
Condenação de músico em Santarém reflete rigor da lei de crimes contra a dignidade sexual

O músico Sandro Moretti Silva foi preso esta semana por ter sido condenado a 13 anos e sete meses de reclusão, em sentença transitada em julgado, por ter cometido crime de abuso sexual – prática de atos libidinosos – contra menor A.R.S.C, com 9 anos de idade à época dos fatos. A denúncia foi oferecida à justiça pelo Ministério Público Estadual em março de 2012 e a condenação do músico, pelo juiz Rômulo Nogueira Brito, ocorreu em 25 de outubro de 2012.

Embora não tenha ocorrido ato sexual com penetração, o músico foi condenado por ter praticado o delito “de estupro adverso da conjunção carnal” durante o período de dezembro de 2010 a março de 2011. Sandro Moretti foi enquadrado na nova redação da Lei 12.015/2009, que modificou o capitulo dos crimes contra a dignidade sexual e passou a considerar atos libidinosos com menor de 14 anos passíveis de penas mais severas, equiparando-os às de crime de estupro.

Segundo a sentença, apesar de Sandro Moretti negar as acusações, “as provas são uníssonas, não havendo contradições” nos depoimentos da vítima, do avô, de duas tias e irmão da menor, escreveu o juiz. Rômulo Nogueira Brito considerou que “o denunciado, além de dispor de evidente superioridade física, foi, ainda mais cruel, aproveitando-se da circunstância da vítima ser menor, além de guardar relação de submissão com o mesmo.

A menor era sobrinha da namorada do músico. Por isso, o juiz considerou na sentença que o músico , “com frieza e premeditação, aguardava o momento certo, e valendo-se da circunstância de a vítima se encontrar em sua casa, ou ainda, diante da confiança do poder familiar, as levava a local a ermo, e, ali, as dominava pelo medo. Outras vezes, a abordava dentro do lar, o que ocorreu na sala e até mesmo na cama onde a vítima dormia”.

Na denúncia apresentada pelo Ministério Público e acatada pelo juiz, Sandro Moretti foi acusado de beijar a menor à força, exibir seu órgão sexual e tocar partes íntimas da vítima. O músico encontra-se recolhido ao presidio de Cucurunã para cumprimento da pena.

Sua defesa recorreu da sentença ao Tribunal de Justiça do Estado, visando a anulação do processo, mas teve pedido negado, em novembro de 2015, pelo desembargador Raimundo Holanda Reis.

A defesa também tentou um recurso especial, mas no dia 13 de julho de 2016 o desembargador Ricardo Ferreira Nunes negou seguimento à apelação ao Superior Tribunal de Justiça.

LEIA TAMBÉM:

http://oestadonet.com.br/index.php?option=com_k2&view=item&id=11981:investigacao-que-levou-a-prisao-de-medico-por-suspeita-de-estupro-e-pedofilia-demorou-dois-meses&Itemid=54

http://oestadonet.com.br/index.php?option=com_k2&view=item&id=11983:filme&Itemid=54

Médico e mulheres presas por suspeita de pedofilia e estupro de vulnerável serão transferidos para quartel da PM

O médico Álvaro Cardoso Magalhães e duas mulheres - Odete Friss e Darliane dos Santos -  que foram presos preventivamente, terça-feira (4), por suspeita de pedofilia e estupro de vulnerável, ficarão custodiados em celas separadas no quartel do Terceiro BPM.

 

Juiz decreta prisão preventiva de Osmando Figueiredo por tentativa de homicídio
Terça, 04 Julho 2017 16:45

Juiz decreta prisão preventiva de Osmando Figueiredo por tentativa de homicídio

Escrito por Portal OESTADONET

O juiz Alexandre Rizz decretou, por solicitação do Ministério Público, a prisão preventiva do advogado Osmando Figueiredo por tentativa de homicidio contra Lázaro Gilson da Silva, durante um discussão em via pública, dia 24   de junho, em Santarém, ocasião em que o suspeito tentou esfaquear a vítima, após ter espirrado jato de pimenta em seu rosto.

Segundo despacho do juiz, a prisão de Osmando é necessária para a garantia da lei penal, "pois resta patente uma vez que o investigado pode incorrer em fuga ea conveniência da instrução processual objetiva asseguar a prova no processo eis que já houve tentativa pelo investigado de convencer testemunhas, inclusice a vítima, a mudar declarações em juízo".

O mandado de prisão preventiva contra Osmando Figueiredo vai ser cumprido pelo delegado Herberth Jr., nesta terça-feira à tardee, no quartel do Corpo de Bombeiros, onde o investigado encontra-se preso também preventivamente por descumprimento de medida protetiva.

Juiz manteve preventiva de médico. Álvaro Cardoso escapou de banho de água fervente no presídio

O juiz Alexandre Rizz, da Primeira Vara Criminal da Comarca de Santarém manteve as prisões preventivas, decretadas e cumpridas, segunda-feira(3) contra o médico Álvaro Cardoso Magalhães, Darliane dos Santos e Odete Ebertz, sob acusação da prática de crimes de estupro de vulnerável e pedofilia.

Em audiência de custódia realizada no fórum de Santarém, na manhã desta terça-feira(4), Alexandre Rizz também manteve o estado de flagrante decretado pela autoridade policial durante a prisão do médico Álvaro Cardoso.

Durante a audiência de custódia o magistrado confirmou que os suspeitos não sofreram violência ou passaram por constrangimentos durante o cumprimento dos mandados de prisão e que não foram coagidos pela autoridade policial para confessar os crimes de que são acusados.

Quanto à ameaça à integridade física dos suspeitos durante permanência em dependências do Sistema Penal do Estado em Santarém, que culminaram com agressões e corte de cabelo de Darliane e Odete, atos praticados por outras detentas, o juiz determinou que as duas presas não retornem para a penitenciária de Cucurunã. Vão aguardar, em um local que está sendo mantido sob sigilo, a preparação de uma cela no quartel da PM para a qual serão transferidas.

O Portal OESTADONET apurou ainda que o médico escapou de ser alvo de ação violenta de presos durante o café da manhã desta terça-feira. Álvaro Cardoso Magalhães está recolhido em uma cela especial do centro de triagem da penitenciária de Cucurunã e quanto tomava café os agentes prisionais abortaram um plano de alguns detentos que pretendiam dar um banho de água fervente no médico.

Por esse motivo, o juiz passou a analisar a transferência de Álvaro Cardoso Magalhães para as dependências do quartel do Corpo de Bombeiros, mas foi informado que não há estrutura disponível para abrigar mais um preso preventivo, além do que lá está albergado, o advogado Osmando Figuereido.

Após a audiência de custódia o médico retornou ao centro de triagem de Cucurunã até que o juiz viabilize outro local para que Álvaro cumpra a prisão preventiva.

Darliane dos Santos e Odete Ebertz, presas preventivamente por suspeita de crimes de estupro de vulnerável e pedofilia, juntamente com médico Álvaro Cardoso Magalhães, foram agredidas por detentas da penitenciária de Cucurunã, para onde foram levadas após depoimento na Delegacia de Atendimento à Criança e Adolescente.

O delegado​ Herbert Farias Jr. ouve o depoimento das duas acusadas sobre as agressões, nesta manhã, na delegacia de polícia.

O médico Álvaro Cardoso está recolhido a uma cela especial improvisada na escola da penitenciária de Cucurunã, mas seus advogados tentam sua transferência para o Corpo de Bombeiros de Santarém.

Feira da Candilha será fechada até que normas da vigilância sanitária sejam cumpridas

A Divisão de Vigilância Sanitária(DVS) de Santarém deu prazo de dez dias para a proprietária do terreno onde está instalada a feira da Candilha, na avenida Rui Barbosa, no centro da cidade, para que as normas de funcionamento de espaço onde são comercializados alimentos sejam cumpridas. Após esse prazo, que começou a contar na semana passada, a feira será interditada pela DVS.

Segundo o chefe da vigilância sanitária, Valter Matos, o local não apresenta condições higiênicas adequadas para funcionar com venda de produtos alimentícios, como verduras, frutas e farinha.

O Portal OESTADONET constatou que a feira da Candilha é um ambiente favorável para o crescimento e proliferação de microrganismos e roedores. Os problemas encontrados estão relacionados com as más condições higiênico-sanitárias das bancas (mofadas, quebradas, úmidas, sujas, rachadas), dos produtores (desde a vestimenta inadequada à manipulação de alimentos) e dos produtos comercializados (higienização incorreta).

FEIRA DA COHAB

A secretaria municipal de agricultura coordenou nesta terça-feira(4) uma reunião com associados à Aprusan para tratar do reordenamento da feira da Cohab.

A medida atende à  Ação Civil Pública foi movida pelo Ministério Público do Estado e ajuizada  para tratar sobre o reordenamento e organização da Feira Livre do Bairro da Cohab, no que diz respeito a deliberação do espaço físico, infraestrutura, funcionamento e organização da Feira Livre, bem como a organização do trafego de veículos para carga e descarga, organização do trânsito no entorno da Feira e a fiscalização de produtos.

O presidente da Aprusan, Antônio Valdir Oliveira Lima, lamentou a ausência dos associados que atuam na Feira da Cohab e convocou todos os associados ao enfrentamento. "Nós temos que entender e parar de fazer brigas entre nós. Há muita coisa que nós podemos corrigir mais nem tudo que o Ministério Público tá colocando a gente tem que aceitar. Nós temos 12 meses, que já não são 12 meses, e a gente tem que cumprir metas pra melhorar e nós não vamos sair".

 

A Feira iniciou atividades em 1992, atualmente possui 257 produtores associados a Aprusan e 42 bancas de vendedores ligados a AVAS. A area em questão pertence a Companhia de Habitação do Estado do Pará (Cohab) e em março a Semap encaminhou projeto solicitando a área para a construção de uma Feira permanente.

 

Entre as medidas que precisam ser adotadas etão a proibição da venda de carne em temperatura ambiente e sem higiene; proibição da manipulação de pescado, exigência aos trabalhadores para que façam uso dos equipamentos de segurança individuais (EPI’s), fim do abatimento de aves (patos e galinhas) no local feira; ordenamento do trânsito, com o fim de evitar risco à vida dos usuários, entre outros.

Reunião da prefeitua com a Aprusan para tratar da feira da Cohab. Foto: Martha CostaReunião da prefeitua com a Aprusan para tratar da feira da Cohab. Foto: Martha Costa

 

Pagina 1 de 279