Praia do Pajuçara, rio Tapajós, Santarém
Sábado, 14 Outubro 2017 07:47

Praia do Pajuçara, rio Tapajós, Santarém

Escrito por Agência Santarém, Tadeu Pinho

Distante cerca de 14 Km da área urbana, sendo 8 Km de distância da intercessão da Rodovia Santarém-Cuiabá e Rodovia Fernando Guilhon (pavimentada) e mais 6 Km pela estrada (não pavimentada), a Praia de Pajuçara possui uma estrutura com equipamentos e serviços turísticos.

Pajuçara tem uma estrutura de seis barracas que atendem com variado cardápio da gastronomia local e com especialidades de pratos como: tucunaré, tambaqui, matrinxã, curimatã, galinha caipira, bisteca e frango. Nas barracas são encontrados deliciosos tira-gostos, como o charutinho frito, lingüiça acebolada, camarão no bafo, bolinho de piracuí, camarão rosa, dentre outros. A média de preço dos pratos é de R$ 30,00 (trinta reais) que dá para ser dividido para até 4 pessoas.

Uma das barracas, do Irmão Luiz, que também funciona pelo turno da noite com agendamento prévio para reuniões de amigos e família, atende com o serviço gastronômico e bebidas não alcoólicas.

De frente para a praia, a Pousada Pajuçara funciona com uma estrutura de 9 quartos, com frigobar, ar refrigerado, televisor, piscina, restaurante, bar na praia, estacionamento privativo para clientes, além de taxa de estacionamento para pessoas que freqüentam a praia. O valor da diária é de R$ 100,00 (cem reais) e o pernoite custa R$ 60,00 (sessenta reais). Outra opção para as pessoas que pretendem passar mais de um dia em Pajuçara são os chalés que custam R$ 100,00 (cem reais) e possuem cozinha equipada, sala, banheiro, quarto e área de garagem.

O transporte coletivo Pajuçara/Santa Maria, que é disponibilizado pela empresa Eixo Forte, tem ônibus a cada 1 hora, com o preço tarifado em R$ 2,70 (dois reais e setenta centavos).

A comunidade realizará nos dias 23 e 24 de novembro o Festival Gastronômico dos Derivados do Cajú, fruta preponderante na produção agrícola local, com objetivo de incentivar a agricultura dentro da comunidade e divulgar essa produção para o fortalecimento do turismo de base comunitária.

Saiba mais:

Que tal conhecer um pouco mais sobre a Praia de Ponta de Pedras?

Acesso à Pajuçara
O acesso até a praia de Pajuçara se dá por meio de propriedades particulares, que não cobram a entrada de pedestres, somente uma taxa é cobrada para o estacionamento de carros e motos que variam de R$ 3,00 a R$ 5,00 para moto, e de R$ 5,00 a R$ 7,00 para carro.

Mais Informações:
-Associação de Moradores da Comunidade de Pajuçara:
Francisca Romana (Secretária da Associação) – 093 99179-4918
- Barraca do Irmão Luiz:
Irmão Luiz – 093 99163-6816
- Pousada Pajuçara:
Marizângela Dantas – 093 99182-0793
- Chalés Pajuçara:
Adalberto Rotharth – 093 3523-7282 / 99159-2518

Agradecimentos:
Veleide Cardoso, Elziléia Soares e Iracema Gomes.

 

Sexta, 13 Outubro 2017 17:21

Escola destruída, em abril, por vendaval no interior de Santarém é reinaugurada

Escrito por Portal OESTADONET

Cinco meses após ter assinado o primeiro decreto de emergência de sua gestão por causa do vendaval, acompanhado de chuva, ocorrido no dia 29 de abril, em Santarém, o prefeito Nélio Aguiar inaugurou a escola de Vila Brasil, que tinha sido destruída por fortes ventos.

Nesta sexta-feira(13) o prédio da escola, reconstruído, foi reinaugurado pela prefeitura de Santarém. Vereadores do município estiveram acompanhando o prefeito Nélio Aguiar na solenidade.

Na  antiga escola estudavam 180 crianças. A casa do professor que leciona nessa comunidade também foi destruída. No momento do vendaval ele estava na residência junto com o filho.

No bairro da Área Verde, vários casos de destelhamento de casas foram registrados, lonas foram doadas pela Prefeitura para resolver provisoriamente a situação das famílias atingidas.

Pelo fato do Município de Santarém precisar de recursos financeiros para realizar os serviços de reconstrução da Escola da Comunidade Vila Brasil e dar assistência às famílias atingidas na área urbana do município, foi decretado Estado de Emergência. O Decreto visou captar recursos na ordem de R$ 450 mil junto ao Governo Federal. 

Alunos do curso de praças da PM em Santarém doam sangue
Sexta, 13 Outubro 2017 08:57

Alunos do curso de praças da PM em Santarém doam sangue

Escrito por Portal OESTADONET

O Hemocentro regional do Hemopa, com sede em Santarém, oeste do Pará, recebeu na manhã desta sexta-feira(13), um grupo de voluntários da Polícia Militar para doação de sangue.
São 135 alunos do curso de formação de praças da Polícia Militar que ingressaram este mês na corporação, aprovados no último concurso público promovido pelo governo do estado do Pará .
Foi um "trote solidário" pelo qual passaram os futuros soldados da PM.

 

 
Nélio Aguiar volta a defender que cadastro para residencial Moaçara seja aberto a todos os interessados na casa própria

O prefeito Nélio Aguiar voltou a defender que o cadastro exigido pela Caixa Econômica Federal para aquisição de apartamento do residencial Moaçara, em Santarém, no Oeste do Pará,  é direito de todos os interessados no programa habitacional Minha Casa, Minha Vida que preencham os requisitos exigidos pela legislação.

Em contato com a reportagem do Portal OESTADONET, Nélio Aguiar se mostrou reticente quanto à proposta, apresentada segunda-feira(9), pelo presidente da Associação dos Moradores do Bairro do Aeroporto Velho, Francisco Barbosa, para a celebração de um acordo que encerre a disputa judicial originada pelo pleito da entidade em favorecer, prioritariamente,  os membros da entidade na inclusão de nomes do cadastro.
"Não vejo como garantir vaga pra ninguém. Direito a cadastro todos têm. Ser selecionado é outra coisa",  explicou o prefeito, que despachou a proposta de acordo para a procuradoria jurídica do Município.
Na semana passada, a Justiça Federal de Santarém cassou a liminar que suspendeu a inscrição de nomes de interessados ao cadastro que a prefeitura de Santarém tinha iniciado, atendendo à Associação de Moradores, e definiu que o acesso ao financiamento dos apartamentos do residencial Moaçara seja garantido a todos os pretendentes, indistintamente, de acordo com a faixa de renda estabelecida.
À decisão cabe recurso ao Tribunal Regional Federal em Brasília. Por isso, como moeda de troca, o presidente da associação promete não recorrer ao TRF1 se a prefeitura aceitar um acordo para que o cadastro seja reaberto, embora, se apresentado, o recurso não suspenda, imediatamente, a decisão de primeiro grau.

 

 
Os caminhos das pedras que levam à bela praia no rio Tapajós
Sábado, 07 Outubro 2017 12:02

Os caminhos das pedras que levam à bela praia no rio Tapajós

Escrito por Tadeu Pinho, Agência Santarém

Com a chegada do verão as praias da região Oeste do Pará ganham destaque no cenário turístico do Brasil e do Mundo. Santarém tem um grande potencial de praias de água doce, e cada uma possui uma característica própria. Visando divulgar informações sobre as praias do município,  que a Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Turismo (Semtur), divulgará todas as sextas-feiras uma praia e toda sua estrutura de atendimento a turistas e visitantes. Nesta sexta (6) o destaque vai para a Praia de Ponta de Pedras.

Com aproximadamente 23 km de distância do Centro Urbano de Santarém, pela Rodovia Estadual Fernando Guilhon, que é pavimentada e mais 12 km pela PA Ponta de Pedras, estrada não pavimentada, o balneário de Ponta de Pedras possui uma estrutura que agrega vários equipamentos e serviços turísticos que vão desde a exposição e venda de artesanato a passeios de lancha para outras praias próximas ao balneário.

Em Ponta de Pedras, os visitantes podem encontrar peças do artesanato local que são confeccionadas a partir ouriços de castanha do Pará (bomboniere, vasos, porta-treco, centro de mesa), molho de pimenta no tucupi, roupas para banho e de crochê, doces e licores com preços que variam de R$ 0,50 (cinqüenta centavos) a R$ 60,00 (sessenta reais).

Na gastronomia, o balneário se destaca na venda do tambaqui, tucunaré, surubim e matrinxã. São 14 barracas, sendo uma para o artesanto, uma pra lanches e doze barracas que vendem deliciosos pratos da cozinha local que vêm com várias opções de acompanhamento (arroz branco, baião, macaxeira frita, banana frita, vinagrete, salada, dentre outros), cada prato para duas pessoas custa em média R$ 40,00.

O principal tira gosto é o charutinho frito que inclusive tem um evento gastronômico que faz referência a esse peixe, o Festival do Charutinho. Este ano o evento acontecerá nos dias 10, 11 e 12 de novembro. Além do charutinho, os turistas podem se deliciar com o bolinho de piracuí e macaxeira frita. As barracas também realizam atendimentos em mesas com sombreiro na praia de domingo a domingo, mas por questão de preservação ambiental o almoço é servido somente nas barracas.

No espaço gastronômico "Panela de Barro" que é especialista em receber grupos de pessoas, faz agendamentos via telefone e tem um variado cardápio de peixes, galinha caipira e carne, o espaço possui redário e banheiro para clientes.

Os visitantes que pretendem passar mais de um dia em Ponta de Pedras podem se acomodar em pousdas ou chalés. A Pousada Ponta de Pedras possui estrutura para acomodar 30 pessoas, com 9 quartos e 9 suítes, ar refrigerado, frigo bar, wi-fi, café da manhã e cozinha comunitária, com valor da diária de 140 para duas pessoas, com reservas feitas via internet no site booking.com. Outro locais de hospedagem são a Pousada Casa de Maria e mais 6 chalés próximos ao Lago do Tapari. A diversão é garantida com os passeios de lancha com diárias a partir de R$ 100,00 (cem reais) por pessoa.

Somente aos domingo e feriados é disponibilizado ônibus coletivo, da empresa Eixo-Forte para fazer linha de Santarém - comunidade Ponta de Pedras, com saída da Avenida São Sebastião, próxima ao Colégio Santa Clara, seguindo trajeto pela Barão do Rio Branco, Rui Barbosa, Barjonas de Miranda, Praça Tiradentes, Tapajós, Professor Carvalho, Rui Barbosa, Cuiabá, Rod. Fernando Guilhon, Rod. Everaldo Martins e PA Ponta de Pedras, com retorno as 17h. O valor da passagem é tarifado em R$ 3,50 (três reais e cinqüenta centavos)

Mais Informações:
- Associação de Moradores Nossa Senhora das Graças de Ponta de Pedras: Dani Everton – 093 99214-9302
- Restaurante Panela de Barro:
Albenice – 093 99118-9392
- Pousada Ponta de Pedras
Ronaldo Gumiero – 093 991220789
- Agradecimentos: José Nazzio.

 

Prefeitura de Santarém vai aguardar recursos à sentença judicial para reabrir cadastro do Residencial Moaçara

O procurador-geral do Município de Santarém Arilson Miranda anunciou há pouco que, apesar da sentença favorável ao município na ação em que a Associação de Moradores do Aeroporto Velho reivindicava prioridade de seus membros no cadastramento para compra de unidades residenciais do conjunto Moaçara, no bairro da Floresta, rejeitada pela Justiça Federal, a prefeitura só abrirá novo cadastro de interessados dos apartamentos após o prazo de apresentação de recursos.

Leia a sentença que permite ao município prosseguir com o programa habitacional financiado pelo Governo Federal, através da Caixa Econômica Federal. Aqui.

 

A Justiça Federal em Santarém, na região oeste do Pará, negou pedido da Associação de Moradores do Bairro do Aeroporto Velho (Ambave) para que seus associados tivessem prioridade como beneficiários de parte dos 1.400 imóveis do Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV) construídos no Condomínio Residencial Moaçara, na periferia da cidade.

A sentença (veja aqui a íntegra), prolatada nesta quarta-feira (04), o juiz federal substituto da 1ª Vara Federal, Felipe Gontijo Lopes, não apenas autoriza que os agentes executores do Minha Casa Minha Vida deem continuidade às medidas de finalização do empreendimento de distribuição das unidades habitacionais como torna sem efeito liminar que o próprio magistrado concedera em junho deste ano, mandando suspender o processo iniciado pela Prefeitura de Santarém para cadastrar os interessados nas moradias.

 

Leia mais aqui.

Semed confirma falsificação de diplomas e exonera nove professores da educação infantil em Santarém

A Secretaria Municipal de Educação (Semed), emitiu nota oficial no final da manhã desta quarta-feira(4) para esclarecer que, "após receber denúncias de que havia no quadro de Umei's e Emei's da rede municipal indícios de professores com diplomas falsos, acionou o setor de Recursos Humanos (RH) para que levantasse a documentação de todos os servidores. Ao final do levantamento, foi detectado que os diplomas de Magistério de nove professoras tinham indício de falsificação".

Ainda segundo a nota, a Semed enviou ofício à instituição que, em tese, teria emitido os diplomas, perguntando sobre a veracidade dos documentos; período em que foi cursad e o histórico escola.r

A Semed obteve como resposta que os documentos não tinham sido expedidos pela instituição. Em consequência disso, os nove servidores foram exonerados. O setor jurídico da Semed informa que o caso será encaminhado aos órgãos competentes para a devida apuração.

Vazante dos rios dificulta chegada de equipe do Samu à comunidade da várzea de Santarém para atender à jovem em trabalho de parto. Bebê passa bem

Uma equipe do SAMU teve que percorrer a pé para chegar até a casa de uma jovem de 16 anos, que estava em trabalho de parto desde a madrugada desta terça-feira(3), na região do Aritapera, na várzea de Santarém.

Por causa da vazante dos rios, nesse período, a ambulancha da prefeitura de Santarém ficou retida na Costa do Aritapera.

A pé, a equipe de para-médicos do SAMU, sob o comando do enfermeiro Itamar Aguiar, precisou se descolar para embarcar em uma bajara - pequena embarcação - que a levou até a casa de Adriane Soares Galúcio, que se encontrava   sentindo contrações e dilatação da bacia.

A equipe do SAMU fez o parto de emergência no próprio local onde mora a parturiente.

A mãe e a filha estão sendo transportadas para Santarém, onde devem chegar por volta de 17h30.

 
Médico acusado de pedofilia e estupro completa três meses na prisão
Terça, 03 Outubro 2017 09:34

Médico acusado de pedofilia e estupro completa três meses na prisão

Escrito por Portal OESTADONET

Nesta terça-feira(3) completam três meses que o juiz criminal Alexandre Rizz, da Primeira Vara Penal de Santarém, decretou as prisões do médico Álvaro Cardoso Magalhães e de duas mulheres por supostos crimes de estupro de vulnerável e pedofilia. O processo tramita em segredo de justiça.

O Portal OESTADONET apurou que o processo está na fase de alegações finais, mas que perícias nas interceptações telefônicas e de dados ainda não foram concluídas.

Os advogados do médico se negam a revelar a estratégia de defesa. Na prisão, o médico divide a cela com o vereador Reginaldo Campos, preso na Operação Perfuga, há 57 dias.

A reportagem apurou que o médico escreveu algumas cartas a colegas e professores do curso de Medicina da UEPA. O teor das correspondências são semelhantes: aos colegas e aos seus professores Álvaro Magalhães pede desculpas pelo ocorrido, e garante que tudo “será esclarecido”.

Uma fonte ligada à família de Àlvaro informou que o médico altera momentos de depressão e euforia, tem crises constantes de choro, dorme pouco e não quer conversar com seu companheiro de cela.

A investigação

A investigação comandada pela delegada Adriene Pessoa, titular da Delgacia de Atendimento à Criança e Adolescente(DEACA) começou no final de maio. Ela contou com o apoio do Nucleo de Inteligência da Policia Civil. O médico foi preso por volta de 6h da manhã do dia 3 de julho, quando chegava em casa, no bairro da Esperança, após cumprir plantão no Hospital Municipal de Santarém, onde trabalhava.

Com base em informações confidenciais prestadas por pessoas próximas aos acusados, a polícia fez um monitoramento das atividades do médico e colheu indícios de que Álvaro, que é casado, se envolvia amorosamente com uma mulher, mãe da criança que teria sido molestada sexualmente. A segunda mulher é suspeita de agenciar menores, uma das quais, de cerca de 5 anos, que também teria sido vítima de estupro.

As duas mulheres, junto com o médico, continuam presas em celas do Quartel do Terceiro Batalhão de Polícia Militar são Darliane dos Santos, crime de pornografia infantil e Odete Ebertz, por estupro de vulnerável.

Durante a operação que resultou na prisão do médico, os policiais apreenderam HD de computador, notebook e celular do médico. Nesses equipamentos a policia teria encontrado imagens abundantes de órgão genital de meninas e textos de mensagens pelo aplicativo whats app trocadas pelos acusados, através das quais eram combinados encontros em um motel da cidade, para onde a criança também era levada pela mãe.

Igreja Católica oferece abrigo por 30 dias a grupo de refugiados venezuelanos
Segunda, 02 Outubro 2017 16:25

Igreja Católica oferece abrigo por 30 dias a grupo de refugiados venezuelanos

Escrito por Portal OESTADONET

A igreja católica vai oferecer abrigo, durante 30 dias, ao grupo de refugiados venezuelanos que foi acolhido pela igreja Batista e prefeitura de Santarém, por 5 dias, desde a semana passada. Homens, mulheres e crianças ficarão alojados na casa dos padres franciscanos, na rua Sorriso de Maria, no Aeroporto Velho.

Os representantes da Funai, Geraldo Dias, Juvêncio Brandão, da Polícia Federal, Ingrid Noronha, da Defensoria Pública da União, o padre Odirlei Moura, da Diocese de Santarém e o procurador da República Camões Boa Ventura estiveram reunidos na tarde desta segunda-feira(2), sob a coordenação da Semtras, para buscar uma solução que vise o atendimento regular a 25 venezuelanos, com pedido de refúgio no Brasil, que chegaram a Santarém na madrugada da última quinta-feira(28).

* Esta matéria está sendo atualizada.

Secretário de Cultura defende ingresso único e mais caro para botos e shows no Çairé 2018

O secretário municipal de Cultura Luiz Alberto Pixica defende como solução para o problema de superlotação da arena dos botos, por ocasião da apresentação dos botos e atração musical na noite de sábado do Çairé, a venda de um único ingresso para os dois espetáculos.
Segundo Pixica, " esse problema de venda de ingressos com valores diferentes para dois eventos em um mesmo local pode ser resolvido  com a adoção de ingresso único e com preço majorado".
O titular da pasta da Cultura também criticou a liberação de ingressos de cortesia à comunidade e convidados da coordenação do Festival dos Botos.   " É um grande evento, um trabalho imenso e as pessoas têm que pagar por isso. Ao invés de expedir cortesia, poderíamos reduzir ingressos para algumas noites com venda antecipada", explicou Pixica.

 

 
Tucuxi é tricampeão do festival dos botos do Çairé 2017
Segunda, 25 Setembro 2017 17:32

Tucuxi é tricampeão do festival dos botos do Çairé 2017

Escrito por Portal OESTADONET

Com um ponto de diferença, o Tucuxi conquistou o tricampeonato do festival dos botos do Çairé, diante do rival Cor de Rosa. É o décimo título da agremiação, que estava empatada com o Cor de Rosa, com 9 títulos.

Tucuxi obteve 475,5 pontos, enquanto que o Cor de Rosa recebeu 474,5 pontos do corpo de jurados formado por Otto Farias, Paulo Melo e Gabriela Farias. A mesa de apuração foi presidida por Vicente Malheiros da Fonseca. As impugnações foram indeferidas.

Os Botos foram avaliados com notas que vão de 7 a 10 nos quesitos: apresentador; cantador; rainha do Çairé; cabocla borari; curandeiro; rainha do artesanato; boto homem encantador; boto animal evolução; rainha do Lago Verde; carimbó; conjunto folclórico; alegorias; letra e música; ritual; torcida e sedução do boto.

O Tucuxi apostou no tema "A expressão do Çairé", enquanto o Rosa levou para o Lago "Arte do Som".

O Cor de Rosa contou com 790 brincantes no Lago dos Botos. O tema "Arte do som" retratou a harmonia que deve haver entre os diversos povos. Os personagens e alegorias retrataram a festa do divino espírito santo, o período do império português e outros ritos, relembrou o tempo da escravidão de africanos, além de falar sobre o povo indígena Borari.

O Tucuxi entrou disposto a mostrar a todos "A expressão do Çairé", contando sobre o período anterior à chegada dos jesuítas e de como a festa era realizada muito antes de qualquer tipo de colonização por essas terras. O tema está ligado à identidade do povo e da festa. A agremiação se apresentou no Lago dos Botos com 600 brincantes. O início foi um clamor por mais valorização da natureza e contra crimes ambientais, principalmente os que afetam diretamente os povos indígenas.

Em decisão inédita, juiz manda a leilão direitos de outorga da União à Tv Ponta Negra como se fossem bens particulares

O Juiz Valdeir Salviano, da Primeira Vara Cível, tomou uma decisão inusitada ao julgar um processo de divórcio litigioso que tramita na Comarca de Santarém. Determinou que um percentual da partilha dos bens dos litigantes seja apurado através de leilão judicial, considerando como bens particulares os direitos de outorga de serviços de  radiodifusão que cabem, pela Constituição Federal, privativamente à União.

Juristas ouvidos pelo Portal OESTADONET sustentam que bens ou direitos de outorga - concessão, permissão ou autorização - não podem ser vendidos em leilão judicial. O advogado do grupo Ponta Negra, Ítalo Farias, agravou da decisão do juiz Valdeir Salviano ao Tribunal de Justiça do Estado do Pará.

Em contato com com a reportagem, o empresário Nivaldo Pereira também contesta a inclusão dos direitos de outorga entre os bens que serão leiloados, apontanto ainda que bens inexistentes foram listados para a arrematação, e os existentes teriam sido subvalorizados. "Estamos contestando essa decisão", afirmou o empresário.

O leilão está marcado para o dia 03 de outubro, às 09h00, no hall do 2º andar do Fórum de Santarém, próximo ao gabinete do juiz Valdeir Salviano, que determinou o leilão. Além das outorgas de emissoras de televisão e rádio do grupo Ponta Negra(SBT), um veículo, uma lancha e três grandes imóveis também serão leiloados.

O edital do leilão, publicado na imprensa, cita a venda dos “Direitos de outorga da Rádio e TV Ponta Negra Ltda., atividades de televisão aberta, de rádio, edição de jornais, propaganda etc. e suas filiais”. Segundo o documento, além do Canal 5 (TV Ponta Negra), afiliado à rede SBT, estão no pacote a Rádio Ponta Negra AM (890 khz) o canal 20 do mesmo grupo (hoje com programação da Rede Brasil), além dos canais vinculados à emissora em outros 10 municípios da região oeste do Pará.

Os dez municípios que também terão seus canais (do mesmo grupo) leiloados pela Justiça são: Oriximiná (Canal 9, outorga e equipamentos), Juruti (Canal 13, outorga e terreno), Alenquer (Canal 19, outorga, terreno e equipamentos), Óbidos (Canal 12, outorga e equipamentos - compartilhado com TV Tapajós), Monte Alegre (Canal 6, outorga e terreno), Mojuí dos Campos (Canal 11, outorga e terreno), Prainha (Canal 7, outorga e equipamentos), Faro/Nhamundá (Canal 6, outorga e terreno), Terra Santa (Canal 5, outorga e terreno) e Belterra (Canal 5, sem detalhes e nem lance inicial).

Processo de tribunal militar que apurou desvio de verbas da Br-163 condenou também engenheiro Jorge Hamad

O engenheiro civil Jorge Hamad, um dos proprietários da Construtora Hamad, com sede em Santarém, foi condenado pela Auditoria Militar de Belém, no mesmo processo em que figuram como réus sua esposa Mercedes Farias Hamad e dois militares - um coronel e um ex-tenente - e cinco civis, sob acusação de desvio de recursos públicos destinados a obras de recuperação da BR 163, em 1999.

Jorge Hamad foi condenado pela Justiça Militar, mas não apelou da sentença ao Superior Tribunal Militar(STM, como fizeram os demais acusados. STM negou a apelação e manteve as penas impostas pela Oitava Circuscrição Militar do Pará.

Em despacho do dia 6 de junho de 2016, o juiz Daniel Ribeiro Dacier Lobato, da Vara de Execuções Penais (VEP) da Comarca de Santarém, informou que Hamad cumpria pena privativa de liberdade sob regime aberto.

No dia 23 de março de 2017, o juiz Gabriel Veloso, Juiz de Direito Titular da 3 Vara Criminal, que respondia pela execução penal, registrou que a Justiça Militar da União encaminhou ofício solicitando a restituição do processo àquele Juízo, em razão da concessão de habeas corpus que anulou o trânsito em julgado da sentença.

“Verifico que, em razão da anulação do trânsito em julgado da condenação, não há óbice em restituir os autos à Justiça Militar da União”, decidiu Gabriel Veloso.

Apuração do festival dos botos será nesta segunda-feira à tarde, em Alter do Chão
Segunda, 25 Setembro 2017 09:03

Apuração do festival dos botos será nesta segunda-feira à tarde, em Alter do Chão

Escrito por Portal OESTADONET

O Festival dos Botos completa 20 anos e esta edição será marcada pelo desempate entre Cor de Rosa e Tucuxi, já que ambos têm nove títulos. O grande campeão será conhecido nesta segunda-feira (25). A apuração, com a leitura das notas dos jurados, começa por volta das 16h em Alter do Chão.

Os Botos foram avaliados com notas que vão de 7 a 10 nos quesitos: apresentador; cantador; rainha do Çairé; cabocla borari; curandeiro; rainha do artesanato; boto homem encantador; boto animal evolução; rainha do Lago Verde; carimbó; conjunto folclórico; alegorias; letra e música; ritual; torcida e sedução do boto.

Na manhã desta segunda-feira, houve o encerramento da festividade religiosa com a derrubada dos mastros e a partilha das frutas e bebidas que ornamentavam os troncos erguidos na última quinta-feira(21), depois da procissão, em reverência ao Espírito Santo.

A disputa dos Botos e Tucuxi

(Agência Santarém. Texto e Fotos)

As agremiações Tucuxi e Cor de Rosa foram duas das principais atrações da noite de sábado (23) e madrugada de domingo(24) e lotaram o Lago dos Botos. O Tucuxi apostou no tema "A expressão do Çairé", enquanto o Rosa levou para o Lago "Arte do Som". Ambos prometeram surpresas e cumpriram.

O Festival dos Botos, que faz parte da programação do Çairé, encena a lenda do animal que se transforma em homem e seduz a cabocla borari em noites de lua cheia. Cada agremiação conta a história de uma forma, sempre tentando se renovar a cada ano. Novos elementos são introduzidos e um novo tema é explorado.

Boto Rosa
O primeiro a entrar em cena foi o Cor de Rosa, por volta das 22h, levado 790 brincantes ao Lago dos Botos. O tema "Arte do som" retratou a harmonia que deve haver entre os diversos povos. Os personagens e alegorias retrataram a festa do divino espírito santo, o período do império português e outros ritos, relembrou o tempo da escravidão de africanos, além de falar sobre o povo indígena Borari.


"Resolvemos falar do som tanto do lado místico quanto do lado prático. A gente tenta fazer um resgate sobre a natureza. Dentro dos nossos cinco sentidos, o que se destaca mais na crença do caboclo é o som. Como exemplo, o boto é muito identificado pelo assovio. O pescador conhece muito os peixes relacionado ao som das águas, ao vento que indica quando vem tempestade", explicou o integrante da coordenação do Cor de Rosa, Jair Almeida.

A história foi sendo desenvolvida durante a apresentação dos personagens e dos carros alegóricos. Rainhas do Lago Verde, do Çairé e do Artesanato, cabocla borari, evolução do boto animal para o boto homem e a tão esperada sedução, em que a cabocla cai nos braços do encantador cetáceo transformado em homem.

Guardada para o final, a surpresa foi a participação do cantor amazonense David Assayag, que surgiu entre os brincantes com aquela voz marcante e ilustrando o tema da agremiação Cor de Rosa. O artista cego se destacou pelo vozeirão, que conquistou pessoas do norte do país com as toadas do Festival dos Bois de Parintins.

Boto Tucuxi
O Tucuxi veio disposto a mostrar a todos "A expressão do Çairé", contando sobre o período anterior à chegada dos jesuítas e de como a festa era realizada muito antes de qualquer tipo de colonização por essas terras. O tema está ligado à identidade do povo e da festa. A agremiação entrou no Lago dos Botos com 600 brincantes. O início foi um clamor por mais valorização da natureza e contra crimes ambientais, principalmente os que afetam diretamente os povos indígenas.

"Temos uma abordagem pré-jesuítica de como era o Çairé antes da chegada dos portugueses. E mostramos, após a chegada dos jesuítas, como se desenvolveu esse caráter religioso que se manteve até hoje", declarou o presidente do Tucuxi, Edilberto Ferreira.

Foram encenadas a lenda da cobra grande, foram mostrados personagens e alegorias de destaque, como o curandeiro, a rainha da festa no barracão com mastros, canoa com imagens de Nossa Senhora da Saúde. Também foi valorizada a produção de mandioca, farinha, entre outros alimentos regionais. A Rainha do Lago Verde entrou em cena com um cardume de botos representando a protetora dos animais marinhos.

Ao final, a sedução foi interpretada pela primeira vez dentro da água, num recipiente posto numa estrutura para que coubessem o boto homem encantador e a cabocla borari.

Disputa e apuração


A apuração dos votos está marcada para esta segunda-feira (25), às 17h. serão avaliados 16 itens apresentados pelas agremiações:
1. Apresentador;
2. Cantador;
3. Rainha do Çairé;
4. Cabocla Borari;
5. Curandeiro;
6. Rainha do Artesanato;
7. Boto Homem Encantador;
8. Boto Animal Evolução;
9. Rainha do Lago Verde;
10. Carimbó;
11. Organização do Conjunto Folclórico;
12. Alegorias;
13. Letra e Música;
14. Ritual;
15. Torcida;
16. Sedução

Esta foi a 19ª edição do Festival dos Botos e cada agremiação tem nove títulos.

Avaliação da 3ª noite


O Lago dos Botos ficou lotado. Os ingressos esgotaram-se cedo. "Cada arquibancada suporta, no máximo, 1.700 pessoas. A gente tem um corredor que, se a gente for analisar cada um, tem 1 mil pessoas. Em torno de 6 mil assistindo os Botos, fora os camarotes", informou o presidente da Comissão Organizadora do Çairé 2017, Cleuton Sardinha.

Para o prefeito de Santarém Nélio Aguiar, a avaliação da noite de disputa dos Botos foi positiva. "Saiu dentro do que foi planejado. Foram vários meses de trabalho antes do Çairé. O envolvimento de todas as secretarias para que mostrássemos ao povo de Santarém e aos nossos turistas um evento seguro, organizado, uma noite brilhante com a apresentação dos Botos", avaliou.

A noite encerrou com show de carimbó da Dona Onete, que é sucesso internacional e já esteve em Santarém na programação de aniversário do município.


Pagina 6 de 287